19 de agosto: Dia Estadual de Prevenção a Acidentes de Trânsito

Friday, August 18, 2017


A Lei nº 14.682, de 29 de dezembro de 2011, instituiu o dia 19 de agosto como o “Dia Estadual de Prevenção a Acidentes de Trânsito”. Por meio dessa lei, o Poder Executivo foi autorizado a criar, anualmente, campanhas de publicidade, de esclarecimento, de informações e de prevenção a acidentes de trânsito no Estado de São Paulo.
 
Independentemente dessa data, órgãos do poder público e sociedade civil organizada tem realizado inúmeras atividades educativas e de conscientização durante o ano, visando chamar a atenção dos atores do trânsito (pedestres, ciclistas, motociclistas, caminhoneiros e motoristas em geral) para o resultado de suas escolhas. Exemplos dessas iniciativas são o Movimento Maio Amarelo, a Semana Nacional de Trânsito (de 18 a 25 de setembro), a Década de Ações para a Segurança no Trânsito (2011-2020), dentre outras.

Apesar da união de esforços e do intenso trabalho realizado junto à população para a diminuição do número de acidentes e vítimas, ainda não há mudanças substanciais acontecendo. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o quarto colocado em número de mortes nas Américas, totalizando 47 mil óbitos no trânsito por ano, atrás apenas de República Dominicana, Belize e Venezuela. Outro dado alarmante é o que se refere ao comportamento dos atores do trânsito: 94% das ocorrências com morte no Estado de São Paulo são resultantes de falhas humanas, segundo levantamento do governo estadual.

Por esse motivo, com informações do Portal do Trânsito, a AB Triângulo do Sol divulga recomendações importantes para o condutor cuidar de si próprio e dos demais nas vias, evitando distração, imprudência e desrespeito às regras.

Uso do cinto de segurança. O uso do cinto de segurança é obrigatório e fundamental para a segurança. Ao entrar no carro é preciso colocar o cinto e lembrar os passageiros que eles também devem usá-lo. As estatísticas mostram que uma pessoa que é ejetada em caso de acidente tem cinco vezes mais chances de morrer do que quem não é.

Respeitar limites de velocidade. O limite de velocidade de uma via não é definido por acaso. Vários elementos são levados em consideração para se definir até quanto um veículo pode transitar naquela via. Por esse motivo, respeitar os limites de velocidade é um ponto crucial para se evitar ou diminuir os danos em caso de acidente. O Código de Trânsito Brasileiro estabelece um limite de velocidade para cada tipo de via, mas é importante prestar atenção na sinalização da via. No Brasil, os limites de velocidade estabelecidos são: 30 Km/h nas vias locais, 40 Km/h nas vias coletoras, 60 Km/h nas vias arteriais e 80 Km/h nas vias de trânsito rápido. Em rodovias de pista dupla, 110 Km/h para automóveis, camionetas e motocicletas e 90 Km/h para os demais veículos. Já nas rodovias de pista simples 100 Km/h para automóveis, camionetas e motocicletas e 90 Km/h para os demais veículos.

Distância de segurança do veículo da frente. A distância segura depende principalmente da velocidade que se está trafegando – quanto maior a velocidade, maior deverá ser a distância de segurança. Também deve-se aumentar a distância se houver fatores adversos como pista mal pavimentada, esburacada ou molhada, situações de baixa visibilidade como chuva e neblina, e ainda ser levada em consideração as condições do veículo como eficiência dos freios e conservação dos pneus.

Celular X direção. Usar o telefone celular enquanto está dirigindo é mais do que uma infração, é um perigo que as pessoas não dão a devida importância. Atender ao telefone, fazer uma ligação, enviar uma mensagem e utilizar redes sociais pode aumentar em até 400% a chance de acidente. Além de tirar as mãos do volante, a distração é a maior causa de mortes nesses casos.

Álcool no trânsito. Beber e dirigir é um crime de trânsito. Independentemente da quantidade de álcool ingerida, os reflexos não são os mesmos, há diminuição da coordenação motora, o raciocínio fica mais lento, o condutor pode perder o espírito crítico e perder a capacidade de julgamento. Se beber, o melhor é pegar um táxi ou uma carona.

Manutenção preventiva do veículo. O condutor deve estar sempre atento às condições do veículo. Verificar sempre, pneus, freios, nível de óleo e água, além das luzes. Além de importante para a segurança, a manutenção preventiva é mais econômica, porque geralmente evita que os problemas se agravem. A melhor maneira de realizá-la é seguir as recomendações do manual do veículo.

Atenção à sinalização. Conhecer e respeitar a sinalização de trânsito é uma regra básica de segurança. Desobedecer às placas pode não só resultar em multas, mas em acidentes.

Uso das luzes do veículo. No Estado de São Paulo, mesmo não sendo obrigatório na cidade, o uso de luz baixa durante o dia pode evitar acidentes, pois torna os veículos mais visíveis. Na rodovia, acender os faróis também durante o dia, além de ser aconselhável, é obrigatório em todo país pela Lei nº 13.290/2016.

Triângulo de sinalização. Muitas pessoas ignoram o uso do triângulo, mas é muito importante sinalizar a via se ocorrer algum problema com o veículo. Segundo a Resolução 36/98 do Contram, a distância mínima para sinalização em uma emergência é de 30 metros da parte traseira do veículo.

Transporte de crianças. Menores de 10 anos devem ser transportados sempre no banco traseiro. Além de estar no banco de trás, a criança deve usar cinto de segurança e o sistema de retenção de acordo com sua idade, peso e altura. Crianças com até um ano de idade deverão utilizar, obrigatoriamente, o dispositivo de retenção denominado “bebê conforto”; com idade superior a um ano e inferior ou igual a quatro anos deverão utilizar, obrigatoriamente, o dispositivo de retenção denominado “cadeirinha”, já as crianças com idade superior a quatro anos e inferior ou igual a sete anos e meio deverão utilizar o dispositivo de retenção denominado “assento de elevação”.

AB Triângulo do Sol I Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo

A concessionária AB Triângulo do Sol é responsável pela administração de 442 quilômetros de rodovias que compreendem o Lote 9 do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo: Rodovia Washington Luís (SP-310), entre São Carlos e Mirassol; Rodovia Brigadeiro Faria Lima (SP-326), de Matão a Bebedouro; e Rodovia Carlos Tonanni / Nemésio Cadetti / Laurentino Mascari / Dr. Mario Gentil (SP-333), entre Sertãozinho e Borborema.

AB Triângulo do Sol I AB Concessões

A concessionária AB Triângulo do Sol pertence à AB Concessões, que tem como controlador um dos maiores Grupos em concessões rodoviárias do mundo – o italiano Atlantia. A AB Concessões, figura entre as principais companhias de concessão de rodovias do Brasil e administra mais de 1,5 mil quilômetros de rodovias, sendo responsável pelas concessionárias paulistas AB Triângulo do Sol (100%), AB Colinas (100%), Rodovias do Tietê (50%) e, no Estado de Minas Gerais, a AB Nascentes das Gerais (100%).